Brasil é o 4º país com o maior tráfego de internet do mundo


Brasil é o 4º país com o maior tráfego de internet do mundo

Um novo levantamento feito pela SimilarWeb mostra o quanto o tráfego de internet cresceu nos últimos anos. Contudo, este aumento é relacionado ao uso de smartphones, sendo que o volume proveniente de desktops tem caído. O Brasil aparece no estudo na quarta posição em termos de número de visualizações de páginas na web.

O líder da lista são os Estados Unidos, com mais de 300 bilhões pageviews por mês, seguido pela Rússia, com 100 bilhões; pela China, com perto de 90 bilhões; e, então, pelo Brasil, com cerca de 80 bilhões.

Segundo o documento, o tráfego mobile cresceu 20,6% desde 2017,. Em contrapartida, a participação de desktops nesta conta caiu 3,3%. Contudo, este é um fenômeno recente, sendo que, em 2018, havia maior movimentação via PCs. A projeção para este ano é de que as plataformas mobile tenham ainda maior parcela de tráfego.

Outro dado diz respeito ao comportamento do usuário. Segundo o levantamento, quem navega por plataformas mobile tende a ficar menos tempo em uma mesma página em comparação com os que navegam via desktop.

O estudo, chamado 2020 State of Digital Report, coletou com dados entre janeiro de 2017 e dezembro de 2019, tanto PCs quando em dispositivos móveis. No total, em 2019, foram 223 bilhões de visitas a páginas por mês em todo mundo, o que representa um aumento de 8% em relação ao ano anterior e de 11,8% para 2017.

Notícias em queda

O documento também aponta a decadência dos sites de notícia, com queda no número de visitas em 5,3% no comparativo anual. O maior tráfego é direcionado para sites generalistas, seguido de informações de entretenimento e noticiário local. Os dados são relativos à mídia norte-americana, apenas.

“Zap Zap”

O trabalho também aponta quais são os aplicativos de mensagem mais famosos em cada país. A maioria deles tem o WhatsApp como destaque; entre eles, o Brasil. Contudo, o Messenger do Facebook aparece com destaque também em vários países, como os Estados Unidos. Há também destaque para o WeChat, principal mensageiro na China, e ao Viber, que ainda tem adeptos no leste europeu.

Outro dado relativo somente aos Estados Unidos mostra ainda o aumento da relevância do YouTube sobre o Facebook. Desde 2018, a plataforma de vídeos do Google tem apresentando maior tráfego e acesso por usuário do que a rede social de Mark Zuckerberg.

Fonte SmiliarWeb

comments powered by Disqus