news,

Coringa: cinema em Paris é evacuado durante a exibição do filme

Marcos Marcos Siga-me Oct 29, 2019 · 2 mins read
Coringa: cinema em Paris é evacuado durante a exibição do filme
Share this

Um cinema de Paris foi evacuado durante a exibição do filme Coringa, no último domingo (27), devido à suspeita de terrorismo. Conforme o Le Parisien, um homem que estava na plateia começou a murmurar em árabe, semeando pânico entre os demais espectadores e fazendo com que a sessão fosse interrompida. Muitos deixaram a sala às pressas.

Alguns presentes à sessão relataram que o suspeito gritou a frase “é político” várias vezes durante o filme. A princípio todos riram, mas a frequência começou a incomodar e alguns tentaram calá-lo, segundo um espectador relatou ao jornal francês. Foi aí que o homem se levantou, colocou as mãos no peito e gritou “Allahu akbar!”, expressão árabe que significa “Deus é grande”.

Neste momento, os espectadores correram para as saídas do cinema, que estavam trancadas, e o desespero aumentou quando alguns afirmaram, erroneamente, que ele tinha uma arma. Acionada, a polícia paralisou a exibição de Coringa e evacuou a sala para fazer uma varredura, em busca de explosivos. Nada foi encontrado.

Enquanto isso, o responsável pelo tumulto conseguiu escapar da segurança, mas horas depois acabou preso e identificado como um morador do bairro de Boulogne-Billancourt, na capital francesa, de 34 anos de idade.

Suspeito teria encenado para roubar

Em entrevista ao The Hollywood Reporter, o diretor do cinema Grand Rex disse que o homem encenou o incidente para distrair a plateia enquanto um cúmplice os roubava. Os alvos eram os celulares e as bolsas dos espectadores. Ainda de acordo com ele, os dois aparentemente já haviam utilizado a mesma tática em um trem.

Vale lembrar que este não foi o primeiro problema ocorrido durante a exibição de Coringa. Em Recife, um homem exaltado deixou a plateia assustada na pré-estreia do longa. Já em um cinema de Burbank, na Califórnia, uma briga durante a sessão deixou uma pessoa ferida, no último dia 13.

Via: Le Parisien


Comentários