É impossível digitar nos teclados da Apple, diz ganhador do Oscar


É impossível digitar nos teclados da Apple, diz ganhador do Oscar

O ator e diretor Taika Waititi venceu um Oscar durante a noite de ontem (9) pelo seu trabalho no filme JoJo Rabbit e aproveitou os holofotes para iluminar uma causa que atormenta os roteiristas: os teclados no padrão “borboleta” feitos pela Apple, presentes na maioria dos MacBooks disponíveis no mercado atualmente. Durante uma entrevista após receber a estatueta, o cineasta brincou que a indústria do cinema precisa se mobilizar para acabar com esse problema.

“A Apple precisa consertar esses teclados. É impossível de escrever - e estão ficando piores”, disse Waititi, que também declarou estar com vontade de voltar a trabahar em computadores com Windows. “Nos teclados de PC, o retorno tátil para os dedos é muito melhor”, declarou o diretor neozelandês.

Além de falar do efeito na hora de digitar, o diretor também criticou o tamanho dos teclados da Apple e até imitou uma pose de como fica na hora de escrever textos usando um MacBook. “Nós precisamos consertar esses teclados. A Writers Guild of America precisa se posicionar e fazer alguma coisa”, brincou Waititi.

Apesar do tom cômico nos comentários do diretor de JoJo Rabbit, a Apple já foi alvo de diversas críticas por causa do teclado utilizado nos MacBooks. A situação foi tão preocupante que a companhia chegou a pedir desculpas para os usuários e até trocar gratuitamente o teclado de notebooks que estavam apresentando problemas por causa do design “borboleta”.

Apple

Enquanto a Apple ainda não abandonou de vez o padrão em seus dispositivos, a fabricante já começou a deixar o design “borboleta” de lado. A empresa lançou no fim do ano passado o novo MacBook Pro de 16 polegadas com um teclado repaginado, o que pode ser o indício de um futuro promissor para os roteiristas que utilizam produtos da marca.

Diretor de Thor no Oscar

Além de ter criticado os teclados da Apple, Taika Waititi também chamou a atenção no Oscar por ter guardado a sua estatueta embaixo da cadeira durante a cerimônia. O diretor foi premiado na categoria Melhor Roteiro Adaptado com o longa-metragem JoJo Rabbit, filme em que ele interpreta uma versão imaginária de Hitler e que também tem Scarlett Johansson no elenco.

Além de produzir o polêmico longa-metragem, o cineasta da Nova Zelândia também é conhecido pelo seu trabalho em Thor: Ragnarok e já foi escalado para dirigir a sequência do filme, Thor: Love and Thunder. Além disso,Waititi é o criador de O Que Fazemos nas Sombras, filme de comédia sobre vampiros que ganhou uma série de TV em 2019 no canal FX.

Fonte [The Verge]

comments powered by Disqus