news,

Mr. Robot atinge feito que nem Game of Thrones conseguiu; saiba qual

Marcos Marcos Siga-me Nov 26, 2019 · 3 mins read
Mr. Robot atinge feito que nem Game of Thrones conseguiu; saiba qual
Share this

Em sua temporada final, a quarta, Mr. Robot ainda encontra meios de fazer coisas diferentonas. Depois de gravar um episódio sem diálogo, o drama hacker veio com um capítulo só com quatro personagens, exibido no último domingo (17) nos Estados Unidos e que emplacou nota 10 no site IMDb –algo que nem Game of Thrones (2011-2019) conseguiu.

Ter a nota perfeita no IMDb, que compila fichas técnicas de filmes e programas de TV, é um feito raríssimo. Antes de Mr. Robot, somente o antepenúltimo episódio de Breaking Bad (2008-2013) havia atingido tal marca no mundo das séries. No ranking geral, um capítulo do anime Attack on Titan também ganhou um dez redondo.

A métrica usada pelo IMDb não é uma média simples. Até a produção deste texto, mais de 7 mil pessoas haviam votado no sétimo episódio da quarta temporada de Mr. Robot, intitulado de 407 Proxy Authentication Required (uma referência ao erro na computação que indica falha de autenticação ou validação). Isso não quer dizer que todos os internautas deram nota 10. A fórmula usada, mantida em segredo, leva em consideração outros fatores.

Game of Thrones nunca atingiu a perfeição, mas tem quatro episódios com nota 9,9: The Rains of Castemere (o do Casamento Vermelho); Hardhome (em que Jon Snow mata um white walker); Battle of the Bastards (a épica Batalha dos Bastardos); e The Winds of Winter (em que Cersei se senta no Trono de Ferro).

Mr. Robot

Cinco atos

Afinal, o que Mr. Robot apresentou de tão especial? O sétimo episódio da quarta temporada foi explicitamente dividido em cinco atos, uma mescla da estrutura de narrativas, tradicional de um roteiro de TV (exposição, ação cresce, clímax, ação cai, desfecho) com os cinco estágios do luto (negação, raiva, negociação, depressão e aceitação) vivido pelo protagonista Elliot Alderson (Rami Malek).

Elliot foi raptado e levado para a casa do traficante maluco Fernando Vera (Elliott Villar). O hacker ficou amarrado em uma cadeira enquanto ouvia um plano insano de Vera, que pretendia ter o gênio da computação em uma jornada imaginária para dominar o mundo do crime em Nova York.

Para convencê-lo a topar essa empreitada, o criminoso sequestrou Krista Gordon (Gloria Reuben), a terapeuta de Elliot, e ameaçou feri-la várias vezes até o hacker aceitar o convite. A ideia de Vera era usar os segredos que ela tinha do seu paciente, como a existência da segunda personalidade de Elliot, o Mr. Robot (Christian Slater), uma figura projetada de seu pai.

Assim, com apenas quatro personagens, a série Mr. Robot entrou em um turbilhão de emoções que deu a oportunidade de todos os atores brilharem, com monólogos épicos dignos de premiação –sem qualquer exagero.

Do quarteto, quem se sobressaiu foi Rami Malek, vencedor do Emmy (pela série) e do Oscar (pelo filme Bohemian Rhapsody, no qual viveu o cantor Freddie Mercury). O ator passou por uma montanha-russa nesse episódio, indo de total apatia ao desespero com o rosto cheio de lágrimas ao lembrar que o seu pai abusava sexualmente dele na infância.

Via: UOL


Comentários