Bolsonaro confirma viagem aos EUA para tentar trazer Tesla ao Brasil


Bolsonaro confirma viagem aos EUA para tentar trazer Tesla ao Brasil

O presidente deve viajar em março para tentar fazer com que a empresa de Elon Musk se instale no Brasil

Ontem, sexta-feira (21), o presidente Jair Bolsonaro confirmou que vai aos Estados Unidos para tentar atrair a atenção da Tesla, famosa fabricante de carros elétricos, para abrir uma fábrica no Brasil. A postagem, realizada em sua conta do Twitter, já recebeu mais de 30 mil curtidas.

No tuíte, Bolsonaro diz: “Em março estarei nos Estados Unidos. Em nossa extensa agenda a possibilidade da Tesla no Brasil”. Junto com a declaração, o presidente anexou a manchete de uma matéria que aponta para possibilidade de abertura da fábrica.

Como noticiado pelo Olhar Digital na quinta-feira (20), o filho do presidente, deputado Eduardo Bolsonaro, participou de uma videoconferência envolvendo Marcos Pontes, ministro de Ciência e Tecnologia, e William Popp, ministro-conselheiro da embaixada dos EUA no Brasil, para discutir o assunto.

De acordo com a agenda oficial do ministro da Ciência e tecnologia, na semana passada ele se reuniu com Claiton Pacheco Galdino, diretor de Desenvolvimento Econômico de Criciúma, e com o deputado Daniel Freitas para criar um planejamento com o objetivo de contatar diretamente os representantes da Tesla para tratar da questão da chegada da empresa ao Brasil.

Resta saber se, mesmo com as altas cargas tributárias brasileiras, a empresa terá interesse em se instalar por aqui. Por conta dos impostos, pode ser que os carros elétricos da companhia de Elon Musk não tenham tanto apelo com o público.

Para se ter uma ideia, o veículo mais básico vendido por Musk, o Tesla Model 3, é disponibilizado nos EUA por US$ 38.990. Esse valor, se convertido diretamente, sem contar as tributações, é de pouco mais de R$ 170 mil.

De qualquer forma, resta esperar para saber como as negociações seguirão. Se as discussões forem favoráveis, poderemos começar a sonhar com os produtos da marca que podem chegar por aqui.

Via → Folha de São Paulo

comments powered by Disqus